Doenças

Eflúvio Telógeno

Eflúvio Telógeno

Provavelmente o nome ainda lhe seja estranho, mas esta é a principal causa de queda de cabelo em mulheres. O eflúvio nada mais é do que uma desregulação do ciclo capilar, quando uma proporção maior que o normal passa para a fase de desprendimento/queda do couro cabeludo, levando a uma troca capilar aumentada. A palavra é troca, e não queda, por isso devemos manter a calma.  


Os folículos capilares são estruturas bastante sensíveis e precisam de um perfeito funcionamento do organismo para manter o crescimento saudável. Em casos de alterações bruscas no metabolismo, os cabelos que estavam em fase de crescimento (anágena), para se proteger, passam para a fase inativa (telógena), que é a fase de queda. Quanto mais cabelos na fase telógena, mais intensa será a queda diária. E isso depende da intensidade do fator desencadeante e das condições prévias dos fios.  

Se o insulto for pontual, a queda geralmente é transitória e os cabelos que caem são repostos normalmente quando completam o ciclo. Como os cabelos antigos têm comprimentos maiores do que os novos, pode ocorrer uma diminuição de volume e aumento das entradas. É importante lembrar que os fios crescem 1 cm por mês, às vezes demorando em torno de 2 anos para atingirem novamente o tamanho normal.  

Quais são as causas?

São diversas as causas desses insultos capilares, sendo as mais importantes: febre, estresse, dietas restritivas, perda de peso rápida, doenças agudas, anemias, falta de vitaminas, cirurgias, anestesia, medicamentos e alterações de tireóide.  

A consulta detalhada irá direcionar o tratamento específico após identificar a causa do eflúvio. Além disso, alguns procedimentos médicos, como o MMP, microagulhamento e os lasers de baixa potência, podem ser associados para estimular e fortalecer o crescimento de novos fios.  

Todos os Direitos reservados à Clínica Telles. Desenvolvido por Agência Salt.